26.2.09

“Personas” de minha vida




"Viver e não tenha a vergonha de ser feliz


Cantar (e cantar e cantar)a beleza de ser um eterno aprendiz (...)"






Eu achava que certos personagens só existissem na literatura. Mas a vida me mostra a existência de seres estranhos e arrastados pela ânsia de felicidade. Esses são como vampiros. Sugam tudo ao seu redor para que se satisfaçam por míseros momentos. Viver de momento é fácil! Qualquer um faz. Transformar as nossas ações em bens eternos é pra poucos mesmo.
Não quero generalizar, como sempre, mas isso faz parte de minha geração. Pelo menos, tive o azar de encontrar essa minoria perdida entre os caminhos e descaminhos. E nem sei mais se isso não foi sorte, porque comecei a lidar com essas figuras de nossa sociedade.
Eles personalizam desejos e disparam denominações para todos os cantos. No entanto, isso se agrava na forma como agem perante a um confronto. Dizem o que querem sem ouvir o Outro. Aliás, a intolerância faz parte dessa falsa democracia que advogam.
Já vi malandros, prostitutas, professorinhas, padres, artistas, políticos, bruxos, vampiros, ladrões, serem enquadrados no mesmo patamar. Todos buscam o tal “se dar bem”. Seja com duplo sentido ou não! E isso me entristece. Pois o que será de nossos filhos? Serão criados por criaturas? O certo mesmo seria sermos criadores. Mas o que será certo mais em nossa sociedade?
É a era dos espertalhões. Mentem, roubam o bem comum, vivem às custas de depredar aos outros. De minha parte, opto pela inteligência. Procuro viver a minha vida e entender que não estou só no mundo. Claro que os inteligentes ainda são muitos, embora a sociedade insista em torná-los fracos.
Assustei-me com a declaração que li, certo dia, por MSN. Disse a moça: “mandando romantismo p kct e aproveitando oq ha de bom”. Fiquei pensando o que ela acha que deva ser “bom”. Com certeza, esconde a sua infelicidade com momentos.
Tudo bem que ela não goste de ser romântica e isso é direito dela. Afinal, ninguém nasce igual. Entretanto, essas pessoas querem demonstrar um ar de superioridade com afirmações absurdas através de conceitos pertencentes ao mundo egoísta e totalitário em que vivem. Por isso, revejo todos os dias o que dizem sobre o Brasil.
Muitos homens também caem em modelos prontos. Homem de verdade é o machista. Aquele que domina a relação e ainda coça o saco na frente dos outros. Isso está mudando? Está. Estão aparecendo os canalhas também. E os românticos? Já receberam o seu lugar de acordo com a opinião da minoria feminina ainda vigente.
O que me intriga é que essa mudança não vem. Quando vem, rasteja-se de modo lento devido à velocidade em que os espertos se proliferam. Todavia, esses malandros esquecem de que uma sociedade é vivida em conjunto. E suas ações refletem no seu dia a dia.
Essa esperteza é a mesma defendida por quem detém o poder. Veja, então, o que acontece com o mundo. Vivemos em uma crise sem precedentes. Agora, até comercial de incentivo a dar volta no quadro existe. Isso é muito engraçado.
Estranho como os livros de auto-ajuda se tornaram Best-sellers né? Hoje, sou o maior defensor de Paulo Coelho, porque ele foi o primeiro a entender o nosso espírito. Não gosto da leitura dele, mas um escritor, que fala a linguagem desses “felizes” aí, merece o nosso respeito.
Tem gente que se acha feliz por “ter” mais do que o outro. Isso ainda existe em pleno século XXI. O mesmo posso dizer daqueles que se unem por interesse. Há coisa mais antiga e ultrapassada do que isto? Depois falam do romantismo. Já disse, porém, certa vez, que qualquer ismo ao extremo faz mal.
Alguns personagens de minha geração nasceram de seu exagerado mal estar consigo mesmo. Muitos são pessoas inseguras que se “seguram” em fantasias capengas de um desconcertado convívio. Quando escolher máscaras (as tais personas do grego), só é ato feito depois de muita maturidade e segurança. E eu, que não tenho nada a ver com isso, decidi ser escritor para descrevê-los em prol da vida.






Obs.: Um texto em homenagem ao carnaval..rs

6 comentários:

Mar disse...

Olá, Rômulo. Antes, agradeço o comentário lá no meu blog, estava sumido!

Agora o que importa:

Texto muito bem escrito, coerente, compacto e sem enrolação! Parabéns.
Além disso, concordo com você... o homem parece não ter mudado, às vezes penso que só evoluímos tecnologicamente. Continuamos a guerrear por territórios e pelas riquezas que cada um possui (digo território de forma ampla, desde a disputa política até o dia-a-dia de cada um de nós), não satisfeitos temos que guerrear para impor nossas "verdades"...

Deveremos ainda ter fé em nós mesmos? Somos (seres humanos) tão fúteis!

Abs

Cristiane Marino disse...

Oi Rômulo!

Está mesmo tudo do avesso né?
somente quando paramos para ler um texto como esse é que vemos quão ultrapassados ainda vivemos, jogo de interesse, nossa como isso tem de monte.

bjo

Cristiane Marino disse...

Oie!

Tem uma indicação para o seu blog lá no meu!

bjs

Cristiane Marino disse...

Olá Amigo Rômulo!

Seu blog é muito interessante e inteligente! seus textos são de altíssima qualidade, não há nenhuma dúvida.
Para conhecer outros blogueiros depende também do tempo que temos para nos dedicar, eu consegui fazer meu blog esse ano porque terminei a especialização, desde 2004 queria fazer um para mim mas, não tinha tempo. Eu percebo que quanto mais participo (blogagens, selinhos...) mas, amigos conheço e isso é mto gostoso, é uma troca e também sempre respondo os comentários no meu blog mesmo e dependendo do comentário respondo no blog da pessoa tbém, e claro os seguidores tbém, estou sempre visitando.
Você está dando aula e estudando não está? eu sei como é difícil dar conta de tudo. E ainda assim consegue tempo para escrever textos tão belos! Parabéns.
bjo

Sonhos & melodias disse...

Olá Rômulo!
Obrigada pela visita e pelo prêmio! Passei aqui pra te conhecer e qual não foi minha surpresa com esse belo e verdadeiro texto! As vezes me dá uma vontade de largar mão do ser humano devido a tantos desencontros e desacertos mas, ainda tenho fé nessa raça. Quem sabe um dia...Parabéns pelo seu blog, gostei muito.
Bjs

Rômulo disse...

Olá Cristiane. Realmente, a gente precisa administrar tanta coisa e acaba faltando tempo pra tudo o que queremos fazer. E, mais uma vez, agradeço à sua presença. O melhor mesmo desse espaço na internet é essa troca de pensamentos e, por que não, de vivências.

um abraço